Tags

, , , ,

Como alguns sabem, sou de Curitiba, e desde a semana passada a cidade está enfrentando uma enorme polêmica sobre o revestimento usado nas calçadas de um bairro nobre daqui. Não é de menos, afinal estão usando granito para revestir cerca de 1 km de calçadas na Av. Bispo Dom José, umas das principais avenidas do circuito noturno da cidade.

tn_620_600_14289177

A obra faz parte de um processo de revitalização do local, onde as calçadas estão sendo alargadas, haverá melhorias na iluminação e paisagismo além da troca de asfalto. Pelo Facebook pude notar a revolta de muitas pessoas, falando que os 3,5 milhões de reais investidos nas calçadas da Avenida Batel, como é popularmente conhecida, poderia servir para revitalizar outras calçadas da cidades, já que em bairros mais afastados do centro temos diversos problemas com calçadas, isso quando há calçadas. Outra reclamação bastante comum foi sobre o granito ser escorregadio e não apropriado para construir uma calçada, o que é um equivoco, afinal o granito é sim apropriado para construções de calçadas, basta ele ser usado na sua forma mais porosa com ranhuras anti-derrapantes e não o tradicional granito polido que encontramos em cozinhas.

noticia_242905_img1_foto0124

Para base de calculo, a calçada em granito custa cerca de 6 vezes mais que as calçadas de pavers, que tem sido utilizado em outras obras na cidade.  Os engenheiros e paisagistas defendem que a escolha do granito para as calçadas da avenida foi a de realmente para valorizar a região, que é conhecida por seus diversos bares e casas noturnas por onde muitos curitibanos e turistas passam todos os dias e noites.

Mas será que vale a pena investir tanto numa calçada?

Pelo valor estético, sim, afinal é um material de alta resistência sendo utilizado  numa área de lazer da cidade que recebe muitos curitibanos e turistas que deve ser valorizada.  Pelo valor econômico, jamais, afinal realmente existem outras prioridades na cidade.

lisimaco-f-da-costa-2955322

O que vale lembrar é que a cidade inteira está passando por reformas desde que foi escolhida para ser uma das cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. E todos os caminhos que levam ao estádio escolhido e  suas redondezas, além de pontos turísticos e outras regiões de comércio, alimentação e lazer estão passando por melhorias para receber os turistas que virão no próximo ano. Lógico, isso não explica o por que da escolha do granito, mas será que não fica meio óbvio? Na minha opinião é um simples reflexo da Copa do Mundo, e quem concorda com a cidade como sede, não deveria se espantar se de repente  todo o centro da cidade entrasse em reforma e os bairros mais afastados ficassem de lado. Afinal as obras para Copa do Mundo vão bem além do que apenas reformas em estádios.

E vocês, o que acham afinal sobre isso, agora que todos sabemos que é possível sim construir calçadas seguras com granito?

Anúncios